sexta-feira, 3 de setembro de 2010

EA 2008


Vinho : EA
Tipo: Tinto
Safra : 2008
País : Portugal
Região : Alentejo
Produtor : Fundação Eugênio de Almeida
Castas : Aragonez, Trincadeira, Castelão, Alicante Bouschet
Graduação : 13,5%
Onde Comprar : Adega Portuguesa (Fortaleza)


                    Sua cor vermelho púrpura com halo violáceo evidencia toda sua jovialidade. Aromas herbáceos, terra molhada, frutas vermelhas, café. Senti também um pouco de pão torrado. Na boca, no início alcoólico, mas com o passar do tempo evoluiu , ficando  mais agradável. Acidez equilibrada com final não muito longo. Taninos um pouco evidentes no final, talvez por ser ainda jovem. Acho que  esperando  um ou dois anos esses taninos fiquem mais suaves. Apesar disso, dá perfeitamente pra se beber, sem maiores dissabores.
                     Muita gente não gosta desse termo, mas, eu diria que esse é um vinho para o dia a dia. Não é um português excepcional mas é agradável. Cabe muito bem com uma bela pizza, uma massa com molho de tomate e até mesmo um bacalhau.
                     O confrade Fernando Monte levou esse português para a nossa confraria. Foi uma bela degustação, todos gostaram e aprovaram. O nosso EA 2008, não é um Cartuxa mas tem o seu devido valor.                 

4 comentários:

Alexandre disse...

Olá, Rômulo!

Confesso que nunca provei este EA. Sempre que vejo uma garrafa fico curioso, mas sempre tem alguma coisa com prioridade na fila!

Comparado com outros vinhos de entrada alentejanos, tipo Chaminé, Paulo Laureano Clássico, Monte Velho, etc, ele vale a pena?

Um abraço!

Vivendo a vida disse...

Rômulo,

Como o Alexandre disse também nunca provei, mais só vejo falar bem deste vinho.
Agora com a sua aprovação fica mais facil!!!

Abs e saúde
silvestre
www.vivendoavida.net

Adller disse...

Ótimo blog. Obrigado por compartilhar suas experiências.

Rômulo Lôbo disse...

Amigos Alexandre, Silvestre e Adler, obrigado por pretigiar o Blog. O EA é um vinho com um bom custo benefício. Eu sempre digo se você não pode tomar um Cartuxa tome um EA e não se arrependerá.

Postar um comentário