terça-feira, 23 de março de 2010

Aguardem!!

Logo, logo este blog estará recheado de dicas enogastronômicas!!

5 comentários:

Rômulo Lôbo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernanda disse...

Amor, Boa sorte p o seu blog!!Vamos amar as suas dicas enogastronômicas preciosas!! Bjs!! Amo vc!

Guilherme Colares disse...

Grande Rômulo !!!
Parabéns pelo blog! Além de finamente escrito, leve como rosé da Provence, gostoso de ler até na varanda, tem estrutura e conteúdo como os meus amados Chateaux da margem Esquerda que vão muito bem acompanhados de boa comida e boa conversa. Já temos cardápio e vinhos para um próximo jantar (afinal precisamos aliviá-lo deste peso maravilhoso que carregaste da Terrinha até aqui!), só falta data. Grande abraço
Guilherme Colares

Anônimo disse...

O triunfo da californiana Stag’s Leap já foi tema de livro e virou filme, tudo por conta da Competição de Paris em 1976 em que seu Cabernet Sauvignon de Napa Valley competiu com grandes estrelas francesas e levou a melhor numa degustação às cegas. A confraria entrevinhos fez uma degustação as cegas de vinhos americanos com Franceses e o americano novamente leva a melhor 1ª lugar .
Veja relação de vinhos e pontos
1 Stags leapr ARTEMIS 2005 94 PONTOS
2 LE MOUTIN POMEROL 2002 91 PONTOS
3 CHATEAU DE FONBEL 2005 90 PONTOS
4 CORTON 2005 89 PONTOS
5CLOS DE ORATO GRAND CRU 85 PONTOS
6 DUCKHORN MERLOT 2006 83 PONTOS
7 THE PRISONER 2006 81 PONTOS





Teríamos aí vinhos de autor para usar um termo utilizado no cinema e na gastronomia. Seus vinhos são realmente soberbos. Veja o que Al Portney revela sobre isso.
Artemis Napa Valley Cabernet Sauvignon 2005, o ícone da Stag’s Leap, foi escolhido como vinho do mês e “altamente recomendado” pela britânica Decanter. Leva uma pequena parcela de Merlot e é um grande vinho com aroma rico e complexo, no palato longa persistência, equilibrado, redondo, taninos muito finos e maravilhosa estrutura. Elegante e de muita finesse que também faz jus à deusa que lhe dá nome, Artemis em grego (Diana na Roma Antiga), pois há de surpreender - como boa caçadora - o amante de vinhos. Um vinho do Novo Mundo que ombreia com os melhores do Velho Mundo. Parte de suas uvas, 25%, vêm do lote de Stag’s Leap, o restante de vinhas contratadas e supervisionadas por eles. A Mistral está comercializando o Artemis Napa Valley Cabernet Sauvignon 2005. Esta safra foi celebrada por James Laube da Wine Spectator como firme, madura e intensa.

Anônimo disse...

Oscar Wilde, "só as pessoas sem imaginação não conseguem um bom motivo para beber Champagne".

Postar um comentário