quinta-feira, 26 de setembro de 2013

As lágrimas do vinho. O vinho chora?


                                                             As lágrimas do vinho.

                     Resolvi fazer essa postagem porque esse assunto sempre me intrigou e das explicações que já li essa que vou passar pra vocês é a mais convincente e verdadeira.
                     Quando olhamos uma taça de vinho, quer seja tinto ou branco, a qual acabamos de fazer movimentos circulares, chamam a atenção os filetes que escorrem pela taça. Notamos que uma película líquida quase viscosa sobe pela parede do copo, acima da superfície do vinho, e começa a formar gotas que vão escorrendo por gravidade aleatoriamente ao longo de toda a taça. Esses filetes são denominados LÁGRIMAS, pernas, são o que o inglês chama de wine legs (pernas do vinho). Existem também outros codinomes como, arcos, abóbadas ou arcadas.

                     

                       As lágrimas se devem a um fenômeno chamado de Efeito  Marangoni, muito bem explicado por James Thompson em 1851. Essa fenômeno se deve simplesmente pelo fato do álcool ser mais volátil do que a água, sobre a superfície superior do copo molhado pelo vinho forma-se uma sutil camada de líquido mais aquoso, portanto de tensão superficial maior. Por capilaridade o líquido sobe pela parede do copo, e a elevação da tensão superficial tende a formas gotas. Essas gotas ao caírem desenham filetes que, com ajuda da imaginação, lembram perfeitamente lágrimas. Como estamos diante da diferença de tensão superficial entre a água e o álcool, quando mais alcoólico for o vinho, mais abundante são as lágrimas.
                        Essa é uma explicação centenária, correta e única, portanto esse papo de que as lágrimas são a potência dos ésteres vínicos ou a glicerina do vinho, é tudo lorota e não tem fundamento científico nenhum. Caros leitores esqueçam essa história de que as lágrimas são a gordura ou a glicerina do vinho, isso não existe.
                       Existe um ditado português que diz..." Se o vinho não chora, choro eu." Será mesmo uma verdade isso? Os vinhos chorões tem mais qualidade? Na minha humilde opinião essa afirmação só é válida para os indivíduos que gostam mais de vinho bem encorpados e alcoólicos. Saúde!!!


             Fotos : Google imagens
             Fonte de pesquisa : O Gosto do Vinho / Émile Peynaud e Jacques Blouin          
                       
       

Um comentário:

Anônimo disse...

Ótima explicação.
Obrigado!

Postar um comentário